quarta-feira, fevereiro 18, 2009

Fórmula



Quis provar-te a mecânica dos seres
Quando em mim provaste a fórmula do entendimento
Confirmámos os dogmas da química improvável
De nós dois
Para depois
Testarmos a dinâmica inegável


Apostas na certeza do que somos
Apostas na memória do que fomos
E dizes-me
Ao ouvido
Meu querido
A soma de um mais um faz sentido


Simetria de dois corpos encontrados
União elevada ao quadrado
Não percebes? Eu explico.

E eu fico...


1 comentário:

pensamentosmistos disse...

Também eu fiquei impressionado, com a fluidez, com a composição, gostei verdadeiramente.
Que seja para continuar
Um abraço